terça-feira, 27 de julho de 2010

Meu blog é um dos meios de comunicação que eu expresso o que penso e o que sinto. Aqui eu escrevo formalmente ou não, isso depende muito do meu humor.

A taxa de desemprego em Janeiro de 2010 foi de 12,6%, segundo o PED. E grande parte que não são desempregados, exercem trabalhos sem carteira assinada, dentre essas profissões, uma que se destaca é a PROSTITUIÇÃO, que aflige garotas entre 13 e 14 anos, que, geralmente não querem mais depender do dinheiro dos pais, e assim, acabam num "emprego" que elas conhecem muito bem, por exercerem a algum tempo como “diversão”. Esse tipo de profissão NÃO precisa de entrevista prévia, e como essas garotas já estão acostumadas ao serviço, só que sem lucro nenhum, se adaptam cedo a essa vida. Um mapeamento feito pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) mostra que existe um ponto de exploração sexual infantil a cada 26,7 quilômetros de rodovia no Brasil. No total, foram identificados 1.819 pontos considerados “vulneráveis” para a exploração sexual de menores. Os principais pontos de prostituição são postos de combustíveis, bares, boates, restaurantes ou mesmo o acostamento das rodovias. Em São Paulo, há um ponto de exploração sexual de menores a cada 14,8 quilômetros.

Resumindo: Não é um cérebro brilhante e um amor incondicional pela escola que irá te tirar dessa vida, e sim, sua vontade de parar de dar, ou não, então se liga :D

1 beijo pra quem é travesti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário