domingo, 24 de outubro de 2010

Pra você

Hoje estava procurando a tristeza, mas ela não veio. E nada do que queria escrever, escreveria. Porque é assim que sou: uma escritora do coração. Alguém que escreve pra “matar o sentimento”, pra se livrar da dor e seguir em frente. Pra imortalizar o pensamento e logo em seguida levantar e ir tomar um banho pra lavar a alma. Mas hoje a tristeza não veio. Abandonou-me, porque estou feliz. E não existe nada mais difícil no mundo do que falar de felicidade. Só se for uma felicidade meio que egoísta, sabe? Uma felicidade que dura o dia em que você fica sentado no seu sofá e não enxerga o mundo lá fora. Uma felicidade de alguém que lendo as palavras de outra pessoa enxerga as suas. E chora. De felicidade mesmo. E sente que tudo o que tem dito nunca será em vão, entende? Nunca. Tudo isso aqui não existiria se não fosse vocês. Se não fosse você, que acha toda essa minha loucura bonita. E toma minhas palavras pra si e as mostra pros outros. E talvez você até chore. Talvez até nem acredite mais tanto no mundo, como eu não tenho mais acreditado, mas mesmo sem acreditar, continue acordando todos os dias e sorrindo. Porque é só isso o que nos resta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário