domingo, 7 de novembro de 2010

Nem sempre se vê lágrimas no escuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário