domingo, 22 de maio de 2011

Sabe do que eu gostaria muito agora? Borboletas no estômago, daquelas que fazem reviravoltas dentro da gente só de se deparar com um certo olhar.

Sinto saudade disso, dessa ingenuidade de me questionar durante uma semana inteira se ele também estará relembrando como meus olhos ficaram agitados ao se encontrar com os dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário